LAURA MEDINA: “O foco agora é a internet”

laura-mendina-018

Foto: Jonas Adriano

Texto: Josué Rodrigues

 

Fora da televisão, a jornalista conta sobre seus novos planos

 

A jornalista e atriz Laura Medina, 49 anos, é formada em Jornalismo pela Pucrs e também em Artes Cênicas pela Ufrgs. Começou a trabalhar na área no canal TVE, como produtora e repórter. Junto à carreira de jornalista seguiu atuando durante dez anos no programa Pandorga da mesma emissora. No ano de 1990 foi editora de um dos principais noticiários do estado, o Jornal do Almoço da RBS TV. Em 2001, foi também editora do Patrola. Recentemente, deixou a emissora onde, desde novembro de 2003, apresentava o Vida e Saúde. O qual era exibido semanalmente aos sábados pela manhã.

 

IT’S – Tu começaste a trabalhar atuando no teatro. Como foi esse período?

LAURA – Eu construí a carreira de jornalista, mas sempre fui apaixonada pelo teatro. Na paralela do jornalismo, eu sempre estive de alguma forma ligada ao trabalho de atriz. Durante 11 anos atuei no programa Pandorga da TVE como atriz e bonequeira. Participei de vários episódios dos Histórias Curtas, Histórias Extraordinárias e Contos de Inverno, projetos produzidos na RBS TV. Também participei de alguns filmes, curtas e longas, e no teatro. A última peça que participei foi Mulheres Pessegueiro, de Patsy Cecato. Agora em março fizemos uma apresentação no Theatro São Pedro.

IT’S – Quando começou o interesse pelo jornalismo?

LAURA – A escolha aconteceu na fila de inscrição para o vestibular.

IT’S – Saber atuar ajuda o profissional a fazer uma reportagem ou apresentando um programa?

LAURA – Nem sempre, porque o trabalho de reportagem não inclui uma representação no papel de repórter, mas pode sim ajudar na desinibição diante das câmeras e também facilitar na improvisação diante de algum fato inesperado.

IT’S – Tem algum conselho para os tímidos?

LAURA – Se quiserem fazer televisão precisam aprender a falar diante da câmera, com naturalidade. Para isso, é preciso treino e existem cursos que ajudam a pessoa a se desinibir.

IT’S – Tu foste editora do Jornal do Almoço e Patrola. E no programa Vida e Saúde, editora-chefe. Como é ser editora-chefe?

LAURA – Ser editora-chefe é pensar, planejar e motivar o grupo para realizar o programa com muito conteúdo e criatividade. É também supervisionar a produção, reportagem, edição e finalização do programa.

IT’S – O que é necessário para chegar nesse cargo?

LAURA – A experiência profissional e o exercício do jornalismo é que te levam para essa função.

IT’S – Com o término do programa Vida e Saúde, deixaremos de te ver na televisão?

LAURA – Talvez por um tempo, mas irão me ver em outros meios digitais.

IT’S – Essa marca é sua. Os novos projetos envolvem redes sociais e conteúdo online?

LAURA – Sim, o foco agora é a internet e eventos que possam ajudar quem procura ter um estilo de vida mais saudável.

IT’S – Com que pensamento deixaste a RBS, da televisão?

LAURA – Que foi um período muito bom da minha vida, que me deu a oportunidade de criar um programa que era a minha cara, que foram anos de muito aprendizado e troca de experiência com outros colegas. Sai com uma boa bagagem, com muitos contatos e com a possibilidade de criar algo novo.

IT’S – Qual a dica que você dá para estudantes de Jornalismo que estão tentando experiência na área?

LAURA – Seja bem informado e sempre busque conhecimento nas artes e nos fatos do dia a dia. Domine a língua portuguesa, inglesa e se possível outro idioma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s